O ateísmo nada tem a me oferecer

Poema interessante




"O ateísmo nada tem a me oferecer
ele não me trás conforto ou certeza
Nele não há nenhum ensinamento ou dever
nele não há ilusões de grandeza.

Jamais me disse como devo pensar
jamais me trouxe saber ou inspiração
Ele não me obriga a crer sem duvidar
não me ameaça com eterna punição.

Não torna minha vida mais contente
É indiferente quando imploro
Não promete a cura quando estou doente
e não me trás alento quando choro.

Nele não encontro nenhum conselho
nenhuma resposta nenhuma indagação
Ele não me pede pra cair de joelhos
ou passar a vida pedindo perdão.

Ele não me oferece a tola felicidade
de me achar um escolhido entre tanta gente
Ele não me induz a cometer maldades
para glória de um deus ausente.

O ateísmo não me ensina a odiar
ou discriminar os diferentes de mim
Não proíbe os iguais de amar
não me diz o que é bom o ruim.

Não me diz que a vida vale a pena.

O ateísmo nada me oferece é verdade
mas como a realidade me basta e só quero viver o que sou
Então o ateísmo me oferece tudo
tudo o que um dia a religião me roubou."


Seria o poema de um ex-religioso? Ex-cristão?

18 comentários:

Anônimo disse...

O Ateísmo nada tem a oferecer mesmo, pois eu conheço pessoas que são Ateus e fazem coisas como insultar a fé das pessoas, debochar e se acham as pessoas mais inteligentes do mundo por não crer em DEUS. Fora quando ficam velhos e a beira da morte ficam pertubados!!

ex-cristao disse...

Bem vindo Anônimo.

E eu que conheço muitos cristãos que são assim: que debocham, insultam pessoas mesmo. Que são arrogantes, muitas vezes tolos, mas se acham ...

Vejo muitos cristãos crerem que existe um deus onisciente, onipresente (ou seja, de inteligência muito superior a nossa) e ainda assim muitos destes cristãos acham que sabem o que deus quer e acham que sabem como deus pensa. Quão arrogantes estes cristãos são?

Quanto a "insultar a fé", o que é "insultar a fé"? Acho que você não deveria se incomodar ou se preocupar quando um ateu "insulta a fé". Merece mais atenção é o ateu "insulta pessoas".

Para finalizar argumentos ad hominem não levam a lugar nenhum. Que tal analisarmos o poder das preces, da fé ou do efeito placebo ou do alcance psicossomático?

A impressão que tenho é que quando se perde nos argumentos, passa-se a tentar agredir o argumentador ...

Valeu por comentar.

@ShadowsAV disse...

Anônimo, antes de falar mal dos ateus diferencie uma crença, ou falta dela, do caráter. Tem gente que mata e acredita em deus. Tem gente que mata EM NOME DELE... Isso não tem a ver com a religião e sim com o caráter e com os princípios de cada pessoa, e é por isso que existem pessoas boas e pessoas más independente da crença ou falta dela. O preconceito dos teístas diz que por sermos ateus devemos ter um número maior de pessoas más entre nós do que entre eles. O que vai totalmente contra a realidade, visto que somos os mais inteligentes. Deus não se pode ver, tocar, ouvir ou qualquer outro modo de sentir (detectar). Acreditar nele, é no mínimo, burrice.

ex-cristão vai aí uma frase que vai curtir usar:

Podeis reconhecer um mau crítico porque ele começa por falar do poeta e não do poema. --Ezra Pound

Wanderson de Jesus disse...

"visto que somos os mais inteligentes. Deus não se pode ver, tocar, ouvir ou qualquer outro modo de sentir (detectar). Acreditar nele, é no mínimo, burrice."

Infelizmente não pude resistir e tenho que comentar sobre essa colocação que muito me preocupa.
"Somos os mais inteligente" Como assim? Que definição de inteligencia você tem, numa sociedade do conhecimento, onde qualquer informação, de qualquer lugar, de qualquer assunto, acessível com apenas um celular na mão. Essa colocação soa-me como uma arrogância brutal, estúpida até. O Ateísmo é uma outra vertente de crença, porém negativa. Quando você deixar de crer em algo, que é "massamente" ensinado, e passar a seguir um novo percurso, está voltando-se para crer numa outra codificação do mundo. Eu diria que é uma outra religião com outra cara e perspectiva da tradicional.
"Acreditar nele é no mínimo burrice" Ahmm??? Então vamos dizer que Newton o pai da Física, que creu na idade da terra apresentada na Bíblia, era burro??? Queria eu ter no mínimo um pouco da burrice dele e ter as leis do binômio que ele criou. Sugiro que você repense sobre seu conceito de burrice e inteligencia, pois parece-me estar equivocado. No mais, forte abraço!

ex-cristao disse...

Olá Wanderson,

Talvez o que ShadowsAV quis dizer é que o conhecimento (descobertas) que a humanidade vem fazendo afastou completamente o mundo da razão ou do empirismo da crença.

Fazendo então com que a religião (institucionalizada ou não) tenha características principais a defesa apaixonada de uma ou poucas crenças entre tantas, e também a parcial demais, rasa demais, de seus dados pró e contra.

A crença então depende mais do país onde se nasça ou viva ou ainda da família onde se nasça ou viva.

Quanto a Newton, vale lembrar que o conhecimento daquela época era outro.

Hoje, entrevistas, pesquisas com cientistas da Academia Nacional de Ciência dos EUA e a Sociedade Real da Inglaterra (a qual Newton fez parte) tem em sua grande maioria ateus. Um grupo bem menor é o de agnósticos e o de longe menor, é aquele formado por crédulos em algum deus ou deuses.


Até

ex-cristao disse...

Wanderson,

Lembre-se que Newton também acreditava em alquimia ...

Só para dar números nas pesquisas entre os cientistas, que foram realizadas em 1914, 1933 e 1998 veja em
Os cientistas são ateus? aqui do blog.

Não apenas a maioria é incrédula como o percentual só vem crescendo!

E na Royal Society parece que é quase sinônimo ser cientista com "não crer em deus ou deuses" já que apenas 3% de lá creem!

Veja que Stephen Hawking assim como Newton presidiu a Royal Society. Mas o acesso a um número maior de informações talvez ajude a entender porque Hawking não acredita em alquimia (Newton acreditava) nem em Deus!

Até

Radio Som Gospel 24h disse...

Compreendo perfeitamente as colocações, contudo o que me preocupou foi a enfática conclusão de que acreditar em Deus é no mínimo burrice. Penso que o caminho para atacar, argumentar, ou falar contra qualquer crença não é atacando dizendo que as pessoas são burras, idiotas, tolas(tudo bem que tem muitas assim srsrsr) Mas soa-me muita arrogância e revolta. Vlw

ex-cristao disse...

Olá Wanderson de novo!


Concordo que críticas pessoais não valem como críticas ao argumento. Além disso, muitos deixam de ouvir as colocações se se sentirem ofendidos.

Valeu

Wanderson disse...

É exatamente isso, amigo. Olha eu também sou ex-cristão, no tempo em que eu acreditava na mitologia cristã, eu não me sentia burro, pelo contrário eu sentia-me que faltava-me um pouco mais de estudo, e pesquisa sobre o assunto, agora depois de um preparo, sinto me capaz e seguro para falar sobre o mesmo, porque foram 15 anos no meio cristão estudando e tentando defender o indefensível.

Agoraaaaaaaa!!!
Que tal fazermos uma parceria juntos, eu também tenho um blog, e escrevo sobre diversos assuntos relacionado a fé cristã,
se interessar mande-me um e-mail: musikdson19@hotmail.com
Forte abraço!

ex-cristao disse...

Olá Wanderson!

Vamos fazer parceria sim.

Já te mando um email.

E espero que não se importe mas acabei publicando seu comentário e depois que vi que havia um email. Se preferir, posso deletar...

Até

Anônimo disse...

pra min ateismo nao existe,essa é minha opiniao .o ateu acredita em DEUS sim, só que deve esta descrente por algum motivo uma perca de um ente querido,perca de emprego ou traiçao .e sendo assim se diz ateu com raiva de DEUS se diz nao acreditar que ele existe...se o demonio existe logico que DEUS existe é fato!se o ateu existir ele deve ter uma vida muito infeliz,infernal ,porque viver sem amigos e familia deve ser horrivel pois so tem amigos e familia quem ama ,quem tem amor no coraçao e é fato que amor é so pra quem tem CRISTO..OH GLORIA abraço fica com DEUSSSS

Ivani Medina disse...

A religião percebida como um instrumento político é bem diferente de quando é percebida como um instrumento de aperfeiçoamento moral. A tendência é que ela seja apreciada preferencialmente pela segunda possibilidade. No entanto, é sob o ponto de vista secular que faço essa reflexão a respeito da origem do cristianismo. Conheça um pouco mais a respeito da maior farsa histórica de todos os tempos. Visite a página do livro A Origem do Cristianismo em Reflexão no Facebook:
https://www.facebook.com/aorigemdocristianismoemreflexao?ref_type=bookmark
E adquira o seu exemplar em:
http://www.editoramultifoco.com.br/literatura-loja-detalhe.php?idLivro=1702&idProduto=1734
http://www.editoramultifoco.com.br/loja/

ex-cristao disse...

Olá Ivani!

Bem vindo e grato pela contribuição!


Abraço

NayraCBatista disse...

É um belo e realista poema!

ex-cristao disse...

Ola Nayra! Tudo certo?
Grato por participar!

rodrigo disse...

Quaisquer argumentos contra ou a favor de crenças ou descrenças é uma simples exteriorização do vácuo existencial humano, porquanto basta olhar para o pó, e, este nos dará uma explicação singela e definitiva.

ex-cristao disse...

Olá Rodrigo!

obrigado pelo comentário!

Abraço

Carlos Costa disse...

O anônimo não desiste. É seu EGO anônimo, que não deixa aceitar o fato de não acreditarmos naquilo que você acredita.
O poema retrata bem o que é ser um ATEU.
Tanto faz faz se ofende A ou B, eu não acredito pelo simples fato de não acreditar, não faz sentido para mim crenças religiosas.