O poder das preces

A fé teria poder para curar outras doenças ou apenas as psicossomáticas? Imagem: montagem de 4 fotos: 1, 2, 3, e 4.


Esta notícia me surpreendeu.

Eu achava que o pensamento otimista nos incentivava e acabava contribuindo, ainda que com pouco em várias situações, por exemplo na cura de doenças. Pensava que o pensamento otimista poderia ajudar na cura delas.

Segue a notícia.


Emoções não afetam sobrevivência no câncer, afirma estudo
Análise de 1.093 pacientes com câncer de cabeça e pescoço indicou que o estado emocional não teve efeito

REUTERS

WASHINGTON - Pessoas que ficam deprimidas com um diagnóstico de câncer não têm mortalidade mais elevada que os pacientes mais otimistas, segundo estudo divulgado na segunda-feira nos Estados Unidos.

É comum que as pessoas tentem incentivar os doentes de câncer a manterem o otimismo, já que muitos consideram que isso contribui para o prolongamento da vida.

Mas James Coyne e seus colegas da Universidade da Pensilvânia foram verificar dados de dois estudos sobre os estados emocionais de 1.093 pacientes com câncer de cabeça e pescoço. Durante a realização dos dois estudos, 646 pacientes morreram.

A análise indicou que o estado emocional dos pacientes não afetava a taxa de sobrevivência, de acordo com o estudo divulgado na publicação Cancer. Não foi estabelecida nenhuma correlação mesmo quando eram descontados fatores como sexo do paciente e estágio e local do tumor.

"A esperança de que possamos combater o câncer influenciando os estados emocionais parece ter estado equivocada", disse Coyne em nota.

"Se os pacientes de câncer querem terapia ou estar em um grupo de apoio, devem receber tal oportunidade. Pode haver muitos benefícios emocionais e sociais. Mas eles não devem buscar tais experiências somente na expectativa de que possam estender suas vidas."

(Por Maggie Fox)

Fonte: Estadão


Veja também:


12 comentários:

Paulo Bento Bandarra disse...

Mas não é o "supra sumo" do pensamento mágico? Pessoas acreditam que alguém pode mexer objetos pela força do pensamento, que pode ser salvo de um desastre se for bonzinho com Deus, que seus negócios vão prospera se der o dízimo para pastores evangélicos, que vão para o céu fazendo caridade! Não é no mesmo sentido que se imagina que defeitos genéticos, invasão viral ou bacteriana que determinam as neoplasias serão influenciadas por idéias mágicas? Ainda mais que nem mesmo a ciência entende ainda perfeitamente a origem e a evolução das neoplasias, mas um pensamento mágico abstrato de cura iria modificar o código genético de um tumor ou neutralizar o seu crescimento apenas pelo pensamento. Assim como muitos acreditam que pensamentos “maus” podem gerar doenças! No entanto, ao entrar em contato com um agente infeccioso, não existe nenhuma relação com a crença na hora de adoecer. Não são os maus que pegam malária e os bons que estão imunes. Isto só ocorreu quando se descobriu como fazer vacinas, e só para aquelas doenças que o nosso conhecimento permitiu fazê-la! Religiosos ou médicos não estão livre de neoplasias ou de doenças epidêmicas se não tomarem as medidas de precaução!

Mas como esta idéia é muito difundida pois pessoas sempre tem uma esperança de que ocorra milagres como o de ver um disco voador ou um milagre da aparição de nossa senhora na vidraça de uma janela ou em um pão mofado. Assim, milhões se entregam a “terapeutas” e falsos tratamentos nesta fantasia que enriquece milhões. Indo a igreja para seus negócios prosperarem ou aos picaretas na busca de um que tenha poderes sobrenaturais!

Leandro B disse...

Sim.

Uma grande bilheteria ou pelo menos que ficou bem popular foi o filme O Segredo. O que não passava de ser a Lei da Atração o tal segredo.

A idéia é esta que você falou pensamentos bons atrairiam coisas boas e pensamentos ruins atrairiam coisas ruins.

A solução para os problemas não parece ser ficar apenas mentalizando algo. Você tem que agir.

Abraços

Fernando disse...

As pessoas tendem a confundir muito os argumentos e pensamentos. Dizer ser otimista não necessariamente significa que a pessoa tem profunda fé que vai superar as dificuldades ou se curar de doenças. Ou seja, verdadeiramente acreditar, pois falar é fácil, mas quando eu falo "sou otimista" e minha mente pode responder "é mentira". Várias pesquisas tb já mostraram os efeitos beneficos da fé no tratamnerto e reabilitação de doenças (isso passa toda hora na Dicovery Channel). Eu tb tenho várias experiências pessoais de pessoas próximas q superaram vários problemas de saúde graves , não por causa da religião, mas pela força interior q surgiu dentro delas, q damos o nome de fé. Há muita coisa q devemos ainda explorar para ter um conhecimento mais amplo sobre este assunto. Nossos olhos somente ver e percebem o q nossos sentidos podem captar, fora isso, não captam. Sabemos q exitem virus, bacterias, e toda matéria é constituida de elétrons, prótons e neutros, mas não consequimos enxergar nada dessas coisas pelos sentidos.
Reportagens como essa parecem mais as notícias sobre propriedades de alguns alimentos, hora falam q o café faz bem, hora falam q faz mal.

ex-cristao disse...

Fernando disse...
Várias pesquisas tb já mostraram os efeitos beneficos da fé no tratamnerto[sic.] e reabilitação de doenças[...] q damos o nome de fé. .


O nome dado pela ciência é Efeito Placebo.


É bastante conhecido e usado para testar novas drogas/medicamentos: se a nova droga funcionar tão mal quanto o placebo a droga/medicamento é rejeitada para uso comercial.

Esta é a ironia do afato: o alcance limitado da fé, do placebo.



Fernando disse...

Nossos olhos somente ver e percebem o q nossos sentidos podem captar, fora isso, não captam.



Isto é claro. Repare em instrumentos como telescópios, radiotelescópios além de microscópios, etc, fora os ultrassons, tomógrafos e etc revelam o que nossos sentidos não captam.


O ponto é que as religiões são baseadas nos sentidos. E aí é que está o problema!


Fernando disse...

... parecem mais as notícias sobre propriedades de alguns alimentos, hora falam q o café faz bem, hora falam q faz mal.




Há 2 mil anos o placebo ou as preces não curam membros amputados. Hoje em dia ... também não!


A possibilidade e a impossibilidade do placebo/fé tem mantido constante.





Até

LZN disse...

Seja direto em sua resposta.
Você cre em Deus e que Jesus Cristo é o seu unigenito filho?

ex-cristao disse...

Olá LZN! Bem vindo(a)


LZN disse...

Você cre em Deus e que Jesus Cristo é o seu unigenito filho?


Sou ex-cristão como já deve ter reparado. Assim não creio mais.

Sobre o cristianismo tenho poucas dúvidas. Uma delas é: Jesus realmente existiu? Se sim, então a outra dúvida é: quem inventou todas aquelas lendas sobre ele?



Até

heilen disse...

Ao que tudo indica o tratamento contra o cancer parece mais matar do que curar. Depois de ver casos de pessoas em que o corpo se curou so sem nenhum tratamento cheguei a conclusao de se um dia vier a ter cancer nao fazer nenhum tratamento, bem se eu morrer pelo menos morrerei com dignidade. A medicina tem oferecido muitos tratamentos muitos sem nenhuma comprovação. Esteja atento ela pode se tornar uma nova religiao de cura.

ex-cristao disse...

heilen disse..."Ao que tudo indica o tratamento contra o cancer parece mais matar do que curar.

Na verdade, todo câncer já é curável no estágio inicial. Ser curado está longe de "parecer mais matar"



[...]"Depois de ver casos de pessoas em que o corpo se curou so sem nenhum tratamento cheguei a conclusao de se um dia vier a ter cancer nao fazer nenhum tratamento, bem se eu morrer pelo menos morrerei com dignidade."

Desde quanto tomar remédios ou buscar ajuda significa não ter dignidade??? Parece mais agir com inteligência e humildade do que não ter dignidade.



[...]"A medicina tem oferecido muitos tratamentos muitos sem nenhuma comprovação. "

De fato. Mas deve estar falando, sem saber, da Medicina Alternativa, oriental, Homeopatia, etc. A Alopatia é a única que usa métodos científicos de investigação. O resto é ou apelo emocional e/ou esotérico e/ou cultural...



[...]"Esteja atento ela pode se tornar uma nova religiao de cura."

concordo. Devemos estar atento com as religiões e quando algo esteja virando uma... pois o conhecimento perderá então o caráter sério, imparcial.


Obrigado pelo comentário!

Tiago Tatton disse...

SECOND OPINION

While this study attempts to correct factors that muddied previous research, few experts think the question of cancer and emotion is closed. Stanford psychiatrist David Spiegel notes that coping strategies are an important part of the picture and that they were not addressed by Coyne’s research. He points to a study of breast cancer patients that provides evidence that survival has to do more with how people deal with emotions than how they feel. (Coyne believes the sample size in that study was inadequate and says larger studies oppose Spiegel’s contention.) Spiegel says support groups and other therapies might improve outcomes by helping patients manage stress and improve communication with doctors. Coyne acknowledges the possibility that psychological support could affect survival by mechanisms other than emotional well-being but says no methodologically sound study has yet shown a relationship.

Tiago Tatton disse...

vamos trocar links dos blogs? não achei teu email em nenhum lugar.

ex-cristao disse...

Olá Tiago Tatton,

Vamos sim.

Até

Giu disse...

Bem...para isso as pessoas religiosas criaram os chamados "Milagres",mas,o que ocorre na maioria dos casos é que as pessoas acham que só porque acreditam podem mudar um Fato,o que não é verdade,acreditar,fazer promessas "podem dar até certo em coisas que podem ser mudadas",porém,um fato é um fato,e para derrotarem o fato,eles criaram algumas frases de apoio como: "Deus fecha algumas portas,mas,abre outras" ou os ditos anteriormente "Milagres".